Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidade Cor de Rosa

Intimidade Cor de Rosa

Dom | 12.03.17

Um País Encantado

Paro-Taktsang-Monastery.jpg

 

     O Butão é um país do sul da Ásia, faz fronteira com a China e com a Índia, a sua capital chama-se Thimbu e é considerado o país mais feliz da Ásia e o oitavo do mundo.

     Este país, um pouco desconhecido do público em geral, quando começamos a saber mais sobre ele, ficamos logo com vontade de o visitar.

     A religião oficial do Butão é o budismo. E pode-se dizer que os fundamentos dessa filosofia se vêem presentes nas políticas do país. Ora vejam:

  • tem baixos índices de violência, não há mendigos, não há fome e não há registo de corrupção;
  • em vez de utilizarem o PIB, produto interno bruto, para medirem a riqueza do país, preferem usar o FIB, felicidade interna bruta, para medir o grau de felicidade dos habitantes;
  • a maioria dos habitantes vive em aldeias e trabalha na agricultura, sendo esse o principal sustento das famílias;
  • manteve-se isolado do resto do mundo, até ao início de 1960, fazendo com que a sua cultura se mantivesse intacta;
  • ao contrário do que acontece ainda em muitos países, no Butão o chefe de família não é o homem, mas antes o membro "favorito";
  • o governo esforça-se por preservar a cultura e as tradições e, por isso, é obrigatório a proteção de 60% da área florestal contra o desmatamento;
  • em 2004 tornou-se no primeiro país a banir o consumo publico e a venda de cigarros;
  • plantam maconha, para alimentar o gado, mas ninguém lhe dá outra finalidade;
  • são adeptos da poligamia;
  • também muito diferente do que acontece em muitos países desenvolvidos e considerados grandes, é o facto de, neste país, os homossexuais não serem olhados de lado. Pelo contrário, são acolhidos na comunidade como pessoas perfeitamente normais, isto é, sem nenhum preconceito.

     Apesar dos butaneses poderem viajar livremente para o exterior, é muito difícil para os estrangeiros lá entrarem. Para lá chegarem, têm de viajar até Tailândia, Nepal, Nova Deli ou Índia e depois embarcar numa das companhias áreas locais. Além disso, conseguir entrar no país é muito caro e muito complicado. Só pessoas mais velhas, consideradas mais maduras é que podem visitar o país. Devido às grandes plantações de maconha, o rei quer evitar que os mais jovens visitantes fiquem de olho e roubem algumas plantas. 

 

     Apesar deste país ser considerado pobre pela ONU, considero-o um exemplo a seguir. Hoje em dia, todos só se preocupam com o bem estar próprio, com os bens materiais que possui e com o dinheiro que consegue pôr no banco. O Butão é um exemplo para muitos governantes de que não é só a riqueza monetária que contribui para o desenvolvimento e felicidade de uma nação, é um exemplo de que se consegue mais com pouco. E é interessante ver que, num lugar onde a televisão só chegou à cerca de 10 anos, pessoas gay são bem aceites e o ambiente é preservado.