Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidade Cor de Rosa

Intimidade Cor de Rosa

Dom | 14.12.14

Malô e o Natal

   Leonor é o nome de uma personagem que eu inventei e de que haverá uma história mensal.

   Como todas as histórias que fomos ouvindo durante a nossa infância, esta começa por Era uma vez e é assim:

 

  Era uma vez uma menina chamada Leonor Margarida. Leonor, também conhecida por Malô, tem 17 anos. É extrovertida, gosta de brincar e de dançar. Ainda não sabe o que vai fazer quando acabar o liceu, que curso irá escolher, mas tem a certeza de que quer aproveitar ao máximo este último ano de secundário. Prova disso, inscreveu-se numa atividade proposta pela sua escola - até aqui nunca se tinha sinscrito em nada - para, neste natal, passar uma tarde com os idosos de um lar ou centro de dia da sua terra. Malô adorou a ideia pois, para além de poder passar uma tarde diferente e divertida com os seus amigos, tinha ali uma oportunidade de mudar o dia de alguém.

   Ao contrário do que estava à espera, quando chegou ao lugar combinado, encontrou muita gente feliz e animada pela sua visita e pela visita dos seus amigos.

   À noite, quando se deitava, Leonor pensou sobre o dia que passou e sentiu-se bem, apesar do cansaço. Tinha feito novas amizades, teve grandes conversas e divertiu-se bastante. Apercebeu-se de que o verdadeiro sentido do natal não são as prendas ou os doces, mas sim o amor que pode partilhar com quem precisa.