Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Intimidade Cor de Rosa

Intimidade Cor de Rosa

Dom | 30.04.17

Cães Perigosos

mw-860.jpg

Segundo dados fornecidos pela GNR ao jornal Expresso esta semana, em menos de um ano e meio, as autoridades registaram pelo menos 355 incidentes que envolveram cães perigosos. Desses, 284 referem-se a ferimentos graves causados por ataques a pessoas. Segundo o Sistema de Identificação e Registo de Caninos e Felinos há mais de 19 mil cães de raças consideradas perigosas registados em Portugal.

Observador

 

     Durante esta semana, para quem andou mais distraído, três crianças foram atacadas por cães considerados de raças perigosas. A identificação destas raças caninas teve por base acidentes que aconteceram 10 anos antes do ano de 2001. Quando estes casos acontecem, normalmente a medida que se toma é abater o cão agressor.

     Existem dois tipos de pessoas: as que levam animais para casa, com a intenção de aumentar a família e aquelas que os levam apenas para terem um novo "objeto" na decoração. As primeiras, além de darem todo o amor e carinho também se preocupam em dar educação e disciplina. As segundas não querem saber destas coisas e, se for preciso, nem se lembram dos animais. 

 

     Eu não percebo nada de psicologia canina nem nada do género, mas consigo perceber que não é uma raça que faz um cão ser perigoso. Existe uma variedade enorme de raças, das mais pequenas às maiores, das mais enérgicas às mais calmas e, quando se adota um cão, é importante ter todos esses aspetos em conta, para que o animal se adapte o melhor possível à família e ao espaço em que ela vive. 

     Fico muito triste ao ler os comentários nesta noticia a propósito de uma petição, com já 8000 assinantes, para evitar que um dos cães que atacou esta semana seja abatido. Comentários do género "Chega a ser caricato ver as pessoas dedicar seus afetos a cães, ao invés de a outras pessoas" ou "Claramente existem 8'000 ignorantes por aí" pois "Que sociedade a nossa em que aborto tudo bem, mas matar um cãozinho ah isso já dá cadeia e petições". Quanto ao dedicar afeto a cães e não a pessoas, só digo que há pessoas que não merecem nenhum afeto. O amor que os animais nos dão é mais honesto e mais fiel que o "amor" de muitas pessoas. Quanto aos 8000 ignorantes, só estão a tentar lutar pelo que é melhor para o animal, sem que nenhuma medida extrema seja tomada. 

 

     Estas crianças vão ficar com marcas, não só físicas como também psicológicas. E é certo que ninguém está livre que lhe aconteça. Às que foram mordidas agora e as que foram mordidas no passado, não sei o que é que se poderá fazer para além dos tratamentos médicos. O que sei é que se podem evitar que hajam mais casos no futuro. Existem leis que se aplicam a cães de raças perigosas. Se vizinhos ou outras pessoas veem os donos a passear os animais sem os devidos cuidados, então não esperem que aconteça alguma coisa. Avisem os donos ou então as autoridades. Porque a responsabilidade será tanto de quem não teve cuidado, como de quem viu o que estava mal e não se preocupou em melhorar.